portalegre190

Combate à Violência Doméstica: abertura de 15 espaços de atendimento no distrito de Portalegre

Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género

 

No âmbito da Estratégia de Territorialização de Combate à Violência Doméstica, foram recentemente assinados dois protocolos em Portalegre que visam promover as condições necessárias à protecção das vítimas de violência doméstica e de género, procedendo à cobertura progressiva destes serviços de apoio naquele distrito.

As ONG signatárias foram a Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) – que assumia até à data a exclusividade da intervenção no território de abrangência deste protocolo através do Núcleo de Apoio a Vítimas de Portalegre – e a Associação Portuguesa de Apoio a Vítimas (APAV), que partilha agora a responsabilidade de intervenção no distrito.

A assinatura destes protocolos vai permitir a abertura de espaços de atendimento nos municípios de Arronches, Campo Maior, Castelo de Vide, Elvas, Marvão, Monforte e Portalegre, sob coordenação da CVP, e em Alter do Chão, Avis, Crato, Fronteira, Gavião, Nisa, Ponte de Sor e Sousel, com equipa da APAV. A servir as populações estarão duas equipas multidisciplinares, uma da CVP, outra da APAV, compostas, cada uma, por profissionais das áreas de serviço social, psicologia e direito. A Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género é também signatária deste protocolo, tendo como missão garantir o acompanhamento da estratégia no terreno.

A Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Catarina Marcelino (ao centro), com os representantes das várias entidades signatárias

A Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Catarina Marcelino (ao centro), com os representantes das várias entidades signatárias

-0

Deixe um comentário

82 + = 87

Facebook
Twitter
Google+
Linked In
RSS
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!