569193a

Portugal é o 12.º país europeu em que os alunos passam mais horas a fazer os TPCs

Ana Petronilho | Sol

 

Alunos portugueses passam menos tempo que os dinamarqueses, noruegueses ou ingleses a resolver os TPC. Mas há uma diferença importante, avisa investigadora do ISCTE. Piores alunos deviam ter mais deveres

Se os pais se queixam da “bateria” de trabalhos de casa pedidos aos alunos, os últimos dados disponíveis mostram que Portugal não está na lista dos países em que os estudantes mais são sobrecarregados em casa. De acordo com o último estudo do PISA – o maior inquérito internacional sobre educação – Portugal é apenas o 12.º país europeu em que os alunos passam mais horas a fazer os TPCs.

Segundo este estudo quadrienal da OCDE, os alunos portugueses de 15 anos passam 14,4 horas semanais a resolver os trabalhos de casa, a estudar ou em explicações. Estamos, portanto, dentro da média europeia e na mesma linha de países como a República Checa, França Letónia ou Áustria. E há países, tidos como referência no ensino, como a Dinamarca, Noruega ou Reino Unido, onde os alunos passam mais horas que os portugueses a fazer os TPC, com 16 horas, 15,8 horas e 15,2 horas respectivamente.

Os campeões na tabela das horas de TPC são a Grécia e a Itália, com 18 horas cada um. No extremo oposto, é na Alemanha que os alunos passam menos tempo a resolver exercícios ou a estudar em casa, apenas 10,2 horas semanais.

569193

Que ilações tirar? Segundo um estudo do projecto aQeduto, apoiado pelo Conselho Nacional de Educação, mais trabalhos de casa não significam, necessariamente, maior sucesso escolar, diz ao i Isabel Flores, investigadora do ISCTE e autora do estudo. Mas o problema é que os mais fracos, que precisariam de trabalhar mais, não são os que passam mais tempo a estudar em casa.

Ver original completo >>

-0

Deixe um comentário

+ 56 = 63

Facebook
Twitter
Google+
Linked In
RSS
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!