jsoifer

Le Pen vencerá como Trump venceu?

Jack Soifer *

 

Em 01/03/10 eu disse no PRÓS E CONTRAS que Portugal já estava em depressão, i.e., uma longa recessão. Fátima Campos indagou se seriam três anos, dei exemplos entre oito e doze anos. Três meses antes do referendo publiquei que o BREXIT venceria. Há meses disse que, após o BREXIT, viria o GREXIT, FINLEXIT, AUSEXIT. Não tenho bola de cristal, leio relatórios científicos.
NEUROMARKETING

Le Pen vencerá as eleições em França e, na Holanda e na Alemanha, os extremistas desestabilizarão a democracia representativa por lá, e até na UE.

Já em 2013 em Estocolmo, no debate do livro bilingue de oito autores de cinco países, ‘PORTUGAL PÓS-TROIKA? ECONOMIC DEMOCRACY?’ respondi ao então CEO da Fundação NOBEL, Michael Sohlman, que a solução para os futuros problemas da UE seria uma nova EFTA. Pois a Free Trade Association dos sete países que não fundaram a EEC ia bem, com uns 30 funcionários fixos mais 90 esporádicos, em vez dos 300 mil tachos da UE. A centralização gera ganância e ilegalidades.

Muitos governadores nos EUA e no Brasil foram eleitos com o neuromarketing. A campanha na TV contra a Presidente Dilma usou esta técnica. Trump a usou, Le Pen a usará.

Foto: AFP
Foto: AFP
COMO TRUMP GANHOU VOTOS

Li aqui: “As mensagens contraditórias de Trump, a aparente inconsistência, etc, são frutos do neuromarketing, mensagens diferentes para cada eleitor. Ele seguiu a reação da audiência, que a matemática Cathy O’Neil observou em Ago/16.

“Quase tudo o que Trump falou (no debate com Hillary) foi guiado por dados”, diz Alex Nix, dono do Cambridge Analytica, que vende psicometria para os marketeiros. No terceiro debate entre Trump e Hillary, a equipa dele testou 175 mil variações de anúncios publicitários, para encontrar as versões mais certeiras via Facebook. As mensagens diferiam por nanodetalhes, a focar os destinatários com a melhor abordagem psicológica: diferentes títulos, cores, legendas, com uma foto ou vídeo. Esta afinação atinge todos, até os menores grupos, explicou Nix numa entrevista. “Podemos nos dirigir a vilarejos ou blocos de apartamentos de modo segmentado. Até mesmo a indivíduos.”

“Cambridge Analytica está ligada à empresa britânica SCL que vende a governos, grupos políticos e multinacionais campanhas de desinformação, influência pelas redes sociais, e detalhes sobre eleitores”

No bairro Little Haiti, em Miami, por exemplo, a campanha de Trump deu aos habitantes notícias sobre o fracasso da Fundação Clinton após o terramoto no Haiti, para travar votos em Hillary”.

QUEM MANIPULA?

Diz o respeitado jornal britânico SPECTATOR:

“Cambridge Analytica began the long election cycle working for Ted Cruz and then, after he failed, moved to Trump. There are reports that their main investor is the secretive hedge-fund billionaire Robert Mercer, and that this switch from Cruz to Trump tracked his allegiances.” (C.Analytica começou o ciclo eleitoral trabalhando para Ted Cruz e, depois de ele falhar, foi para Trump. Diz-se que o seu principal investidor é o bilionário secreto Robert Mercer, e que a troca de Cruz para Trump seguiu as suas lealdades).

O newsletter de jornalistas independentes, POLITICO, escreve que a Cambridge Analytica está ligada à empresa britânica SCL que vende a governos, grupos políticos e multinacionais campanhas de desinformação, influência pelas redes sociais, e detalhes sobre eleitores. A família Mercer teria doado a maior parte dos 37 milhões de dólares da precampanha de Cruz.

QUEM FINANCIA?

No Wikipedia lê-se sobre o grupo Mercer:

https://en.wikipedia.org/wiki/Renaissance_Technologies:

“founded in 1982 by James Simons, an award-winning mathematician and former cold war code breaker successful hedge funds using quantitative trading, known as “quant hedge funds”, that rely on powerful computers and sophisticated mathematics to guide investment strategies. Invested in funds, particularly the secretive and consistently profitable black-box strategy known as Medallion” (Fundada em 1982 por James Simons, um matemático… decifrador de códigos, com sucesso em hedge funds usando venda quantitativa, conhecida por” fundos hedge Quant”, que usa computadores poderosos e matemática sofisticada para …seus fundos, como a estratégia secreta e sempre lucrativa da caixa-preta, a Medallion).

Lembram-se de Hitler e Stalin?

Podemos resistir?

YES, WE CAN – TOGETHER!!!

Foto: Barlavento.pt

*Jack Soifer é engenheiro e gestor, ex-patrão da empresa sueca SWEDUC. Fez 298 consultorias em 12 países; entre outros, na Rússia, Brasil, Angola, China e EUA. Escreve artigos de opinião sobre o potencial de lucros com pequenos negócios. Autor de 41 trabalhos e livros; o mais conhecido é “A Grande Pequena Empresa”. Os mais recentes são “COMO Sair da Crise”, “Entrepreneuring Sustainable Tourism” e o  bilingue PORTUGAL PÓS-TROIKA? ECONOMIC DEMOCRACY”?

Contacto: jack.soifer@vidaeconomica.pt

-0

Deixe um comentário

Facebook
Twitter
Google+
Linked In
RSS