pexels-photo-12971

Portugueses têm a pior qualidade de vida da Europa ocidental

Leonor Mateus Ferreira | O Jornal Económico

 

Na comparação dos 28 países da União Europeia, a qualidade de vida em Portugal está em 18º lugar, ao lado dos países do leste europeu.
Portugal está entre os países da União Europeia com menor qualidade de vida, mais perto da Bulgária, que fecha a lista, do que do Luxemburgo, o líder europeu em termos de qualidade de vida. A conclusão é de um relatório da União Europeia (UE), divulgado esta terça-feira, que compara os 28 países da UE em quatro indicadores: tamanho e população, língua, educação e qualidade de vida.

Os portugueses ficam abaixo da qualidade de vida média na Europa (78%), medida através do produto interno bruto (PIB) por habitante em termos de poder de compra padrão (PCP). Para analisar a qualidade de vida, o relatório comparou o preço de uma variedade de bens e serviços em cada país, em relação ao ordenado, usando a paridade PCP.

(…)

A Bulgária é o único país cujos habitantes têm menos de metade da qualidade de vida média europeia (47%). Na cauda da Europa estão ainda a Roménia (55%) e a Croácia (59%). Dos países abaixo de Portugal na lista, destaca-se ainda a Grécia, onde a qualidade de vida da população é 73% da média.

Por outro lado, Luxemburgo lidera a lista com grande distância para o segundo lugar – a Irlanda, com 134%. Ainda nos cinco primeiros lugares, incluem-se Holanda, Áustria e Alemanha. “A UE esforça-se por melhorar o nível de vida protegendo o ambiente, incentivando a criação de emprego, reduzindo as disparidades regionais e ligando áreas anteriormente isoladas através do desenvolvimento de infra-estruturas transfronteiriças”, refere o relatório sobre a qualidade de vida na UE.

No que diz respeito aos restantes indicadores, destaca-se ainda a categoria da língua. Portugal ocupa a última posição do indicador que mede o número de línguas estrangeiras que os estudantes aprendem no ensino secundário. Em Portugal, os estudantes aprendem 0,8 línguas estrangeiras, ou seja, nem todos chegam a estudar uma língua que não o português.

Fonte: União Europeia (dados Eurostat)
Fonte: União Europeia (dados Eurostat)

Ver original >>

-0

Deixe um comentário

98 − = 93

Facebook
Twitter
Google+
Linked In
RSS
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!