mocambique-antoniosilva_lusa

Mais de 2 milhões de pessoas enfrentam risco de fome em Moçambique

Lusa | infodiario.co.mz

 

Cerca de 2,1 milhões de pessoas enfrentam risco de fome em Moçambique – um aumento de 700.000 em relação a novembro, face à diminuição das reservas e enquanto se espera a próxima colheita em Abril, segundo a ONU.

“As colheitas começam em final de Março, Abril e à medida que vão passando os meses até à próxima colheita os stocks próprios da colheita passada vão diminuindo e também (…) no mercado é mais difícil comprar. Daí o aumento das pessoas afectadas”, explicou à agência Lusa Karin Manente, representante do Programa Alimentar Mundial (PAM) em Moçambique, num contacto telefónico.

Moçambique foi o ano passado um dos países mais afectados pela seca provocada pelo fenómeno El Niño e as organizações internacionais já estimavam em meados de 2016 que o pico da crise alimentar ocorresse entre Novembro desse ano e o próximo mês de Abril.

Segundo Karin Manente, em Novembro as pessoas em risco de fome ascenderiam a 1,4 milhões, mas depois da “avaliação de campo” realizada pelo governo e os parceiros, incluindo o PAM, “a estimativa aumentou para os 2,1 milhões”.

Ver original completo >>

 

-0

Deixe um comentário

− 1 = 1

Facebook
Twitter
Google+
Linked In
RSS
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!